Alimentação ajuda a prevenir celulite

Alimentação ajuda a prevenir celulite

Alimentação e celulite

A nutrição no tratamento da celulite tem como objetivo a redução do tecido adiposo, a regulação do trânsito intestinal e a diminuição da retenção hídrica.

Além da alimentação saudável, equilibrada e individual, devemos incluir a prática de atividade física regularmente e beber aproximadamente 2L de água por dia.

A orientação individualizada com o foco de corrigir os desequilíbrios nutricionais, o tratamento do intestino com o uso de prebióticos, probióticos e fibras e a prescrição de fitoterápicos com ação anti-inflamória, que melhorem a permeabilidade vascular e antioxidante que estimulem a detox, têm contribuído de forma efetiva no combate à celulite.

Alguns nutrientes e alimentos importantes que ajudam no tratamento da celulite:

Potássio: atua na regulação e equilíbrio dos líquidos corporais. As frutas como damasco, uva passa, tâmara; verduras e legumes crus são fontes deste nutriente. 

Silício: auxilia na reorganização da matriz intersticial, tecido adiposo e microcirculação (na falta de nutrientes, a matriz intersticial se geleifica e as fibras colágenas se espiralizam causando o repuxamento da pele). Atua na reorganização dessa matriz e do colágeno, permitindo novamente o luxo de nutrientes e o descongestionamento das toxinas. As principais fontes são: aveia, ceveda, salsa, grãos integrais, cavalinha, alfafa, folhas verdes, beterraba, algas marinhas, grãos inteiros como o arroz integral e a aveia. 

Ômega 3: melhora a circulação, auxilia no combate às reações inflamatórias e protege os vasos sanguíneos. Fontes: salmão, bacalhau, sardinha, atum e semente de linhaça. 

Polifenóides: protegem os vasos sanguíneos, combatem os radicais livres e auxiliam no combate a celulite. Fontes: suco de uva e ameixa. 

Quercetina: tem atividade antiflamatória, antioxidante e aumentam a filtração transcapilar de água e proteínas, reduzindo o número e o diâmetro de poros capilares. Fontes: maçã, cebola e brócolis.

Abacaxi: encontrado em todas as épocas do ano, é diurético, por ser ácido ajuda na digestão, tem alto teor de vitamina C e fibras solúveis. Possui a enzima bromelina que facilita a digestão da gordura e tem ação antiinflamatória. Combate o excesso de peso, celulite e flacidez. 

Aveia: é um cereal de alta qualidade nutricional, sendo eficiente na redução dos níveis de colesterol total e do LDL, por ser uma fibra insolúvel (não é digerida pelas enzimas) permanece na luz intestinal formando um gel viscoso que interfere na absorção de carboidratos e colesterol, retardando a absorção de glicose. Além de conter ferro e silício entre outros nutrientes. 

Brócolis: tem alto poder antioxidante que retarda o envelhecimento auxilia nos tratamentos de redução de gordura localizada e celulite. 

Castanhas: fazem parte do seleto grupos das frutas oleaginosas contém doses elevadas de selênio, que atua no equilíbrio da tireóide que tem ação antioxidante. Contém potássio, cálcio, ferro, zinco, vitamina E, ácido fólico que são benéficos para potencializar os tratamentos da celulite. 

Algas: são fontes de iodo e que como tal equilibram o trabalho da tiróide, evitando desequilíbrios hormonais. 

Chás: são muito benéficos no tratamento da celulite. Existem os chás desintoxicantes e chás anticelulíticos. No primeiro caso incluem-se o chá de salsa parrilha, de dente de leão, de alecrim e o chá verde, extraído da planta Camellia sinensis, com metade da quantidade de cafeína do café, auxilia na queima de gordura cororal, conseqüentemente amenizando a celulite. Todos eles diuréticos e eliminadores de toxinas. A combinação sinergética destes fitoterápicos tem como ação principal a eliminação de toxinas, redução da acidose metabólica e possui ainda ação estimulante sobre o metabolismo linfático. No que toca aos chás anticelulíticos, o chá cavalinha, de castanha da Índia e o chá de menta. O ideal é diversificar, para que o organismo não crie hábitos e o chá deixe de fazer efeito. 

Azeite extra virgem: ação anti-inflamatória melhora a circulação e ajudam a desintoxicar o organismo. 

Maçã: excelente fonte de pectina, uma fibra que neutraliza as toxinas presentes no organismo.

Os alimentos que podem causar ou agravar a celulite:

Os alimentos ricos em sódio fazem com que o organismo retenha água, agravando as celulites. Por isso é importante evitar os alimentos industrializados, enlatados e dar preferência a alimentos frescos e ingestão de líquidos ao longo do dia. 

Alimentos com gorduras “ruins” (frituras, gordura trans e óleos refinados). A gordura não utilizada em forma de energia será armazenada em certas regiões do corpo, como energia de reserva, originando a gordura localizada. 

Bebidas alcoólicas e refrigerantes.

Doces e açúcares.

Curtiu as dicas? Compartilhe!



Autora: Nutricionista Marcela Shimamoto (CRN3 24240) - Pós-Graduada em Nutrição Materno Infantil, em Gastronomia Funcional e em Nutrição Humana Aplicada e Terapia Nutricional - (11) 9.8288.0708, para Inovar Saúde

Imagem: Divulgação.


SE INSCREVA NA NEWSLETTER E RECEBA NO SEU E-MAIL AS NOVIDADES DO BLOG SAÚDE ETC E TAL!