Grávida! Barriguinha crescendo, e agora?

Grávida! Barriguinha crescendo, e agora?

Barriguinha crescendo. Como me adaptar na rotina do dia-a-dia?

A gravidez trará lentamente mudanças ao corpo da mulher. A preparação de todos os sistemas acontecerá desde a fertilização e modificações nos músculos, articulações e ossos são esperadas.

À medida que a barriga cresce, o equilíbrio se altera, o que força a mulher a se adaptar às novas posturas, muitas vezes, incorretas, o que acarreta consequências graves para a coluna e articulações. 

Conhecer seu corpo e manter a postura correta é fundamental para garantir a saúde do início ao fim da gestação.

Seguir as orientações fisioterapêuticas irá ajudar na prevenção e tratamento de desconfortos como dor nas costas e inchaços.

O importante é iniciar as mudanças em atitudes do dia a dia, por isso, daremos três dicas básicas que irão garantir que sua rotina seja mais segura e saudável.

Ao dormir: Deite de lado, dê preferência para o lado esquerdo, utilize travesseiros para apoiar cabeça, barriga e entre os joelhos. 

Levantar da cama: Não se levante com a barriga para cima, como se fosse fazer “abdominal”. Vire de lado, posicione as pernas para fora e com a ajuda dos braços, levante o tronco. Espere alguns segundos até começar o seu dia.

Ao sentar: Procure sentar-se em cadeiras que possuam encosto e apoio de braços, o que fará com que seus braços não inchem ou formiguem e sua coluna fique mais relaxada. 

Colocando essas três dicas em prática, você terá momentos mais confortáveis nos seus dias. E lembrem-se, essas dicas são válidas até depois do parto!

 

Como cuidar das atividades domésticas com segurança

Estar grávida e ter que cuidar das tarefas domésticas não é nada fácil. A barriga crescendo, a postura modificando, o cansaço cada dia mais evidente, entre outras mudanças que são esperadas nesse momento especial, começam atrapalhar o dia a dia da mamãe. 

Observar sua postura e o jeito correto de realizar as atividades diárias permitirá que você permaneça saudável e disposta durante toda a gestação e até mesmo depois dela.

Seguem quatro dicas que podem ajudar muito no seu dia a dia:

Tarefas domésticas em pé: para lavar louça, cozinhar ou lavar roupa, apoie um dos pés sobre um banquinho e alterne com frequência.

Varrer: use vassouras e rodos com cabos mais longos para não curvar a coluna durante a limpeza. Evite rodar o tronco. Faça movimentos em blocos e com ritmo lento.

Levantar objetos: evite sempre levantar objetos ou pesos desnecessários, mas caso seja necessário. Coloque um pé ao lado do outro e ajoelhe-se. Aproxime o objeto do seu corpo e erga-se com a coluna reta. Sempre evite dobrar a coluna para frente. 

Tomar banho: Utilize um banco sobre um tapete antiderrapante. Para lavar os pés, sente-se e cruze uma perna sobre a outra. Evite sempre dobrar a coluna e pressionar o abdômen. 

Lembrando que a dica mais importante é respeitar seu corpo e limites, você está vivendo um momento muito especial, então, desfrute dele do melhor jeito possível. 


Posso fazer exercícios na gestação?

A atividade física na gestação ajuda a diminuir os desconfortos físicos que aumentam com o passar do tempo, como dores nas costas, inchaço, formigamentos, cansaço, entre outros. Além de ajudar a gestante a ter um sono mais tranquilo e reparador e melhorar a sensação de bem estar.

Os exercícios promovem melhora e manutenção da força muscular, resistência física e capacidade funcional geral, preparando o corpo da mulher para sustentar o peso extra que ganhará durante a gravidez, para o trabalho de parto e para um pós-parto mais saudável.

Sempre é necessário conversar com seu médico antes de iniciar uma atividade física ou dar continuidade a qual você já tinha o hábito de fazer, já que diversos fatores influenciarão no seu rendimento.

Os exercícios mais seguros para as grávidas de plantão são caminhada, corridas leves, natação, hidroginástica, bicicleta ergométrica e pilates, ou seja, exercícios aeróbios de baixo impacto. Lembrando ser sempre importante praticar uma atividade supervisionada por um profissional especializado em gestantes. 

Com o passar da gestação, a tendência do ritmo diminuir é natural, por isso adaptações na rotina dos exercícios serão necessárias. Duas situações que devem ser observadas são:

Primeiro trimestre: evitar elevar demais a temperatura corporal;

Após o primeiro trimestre: elimine exercícios que sejam feitos de barriga para cima ou que fique em pé durante muito tempo, ambos podem diminuir o fluxo de sangue para o bebê.

No pós-parto, após liberação médica, retome a atividade física supervisionada ou com realize alongamentos e exercícios que auxiliem no retorno à forma antiga e que mantenham o condicionamento mantido durante toda a gestação. Vá acrescentando mais séries com o passar do tempo. Incorpore seu filho à rotina diária de exercícios, mesmo sendo difícil, você pode leva-lo no carrinho para uma caminhada, por exemplo. 

Alguns sintomas comuns nas gestantes são o inchaço e formigamento, ambos causados pela dificuldade na circulação, que acontece, principalmente, por alterações causadas pelos hormônios e aumento de peso na região abdominal. 

A realização de exercícios na gravidez auxilia na melhora da circulação, já que a contração muscular ajuda a forçar o sangue de volta ao coração. Evitar posturas como sentar e cruzar as pernas uma sobre as outras, também diminui ou previne o inchaço.

Sentar e fazer movimentos rotatórios de pés e mãos, cerca de 5 a 10 vezes, é um exercício excelente para promover a circulação dos membros superiores e inferiores. 


Gostou do artigo? Compartilhe!



Autoras: Diamani Caran e Pâmela Bulgarelli, diretoras da Inovar Saúde.

Imagem: Divulgação. 


SE INSCREVA NA NEWSLETTER E RECEBA NO SEU E-MAIL AS NOVIDADES DO BLOG SAÚDE ETC E TAL!